Gostosas

Neonazis lutam pelo poder em uma aldeia na Alemanha

Contatos mulheres 40082

Apesar das mulheres terem lutado, trabalhado tanto como enfermeiras como pilotos de aviões, ou para animarem as tropas, ou até se infiltrarem clandestinamente e agremiar informações estratégicas. Esse modesto texto aborda diferentes funções e mulheres, e nos faz concluir que a Segunda Guerra Mundial foi um conflito de homens e mulheres. Ao passo que a ideologia nazista[3] ainda considerava que as mulheres deveriam permanecer distante das questões políticas e militares. Quando iniciou a Segunda Guerra Mundial[4] registrava-se que poucos países onde as mulheres tinham seus direitos civis e cidadania respeitada e plena. Nos EUA, por exemplo, o direito ao voto foi concedido às mulheres maiores de vinte e um anos apenas em alguns estados em O pioneiro país a garantir às mulheres o direito político foi a Nova Zelândia em Somente em é que o Parlamento britânico aprovou a igualdade de condições em paridade com o voto masculino. Foi a Nova Zelândia se tornou o primeiro país a garantir feminino devido ao movimento liderado por Kate Sheppard[5].

Ela era uma ativista da resistência judaica holandesa que foi presa em Ravensbrück como prisioneira política. Deu-lhes muito poderio sobre os prisioneiros. Algumas prisioneiras foram muito maltratadas, espancadas. Ravensbrück era o maior campo exclusivamente feminino da Alemanha nazista. Mais de mil mulheres de toda a Europa foram presas cá. Muitas eram lutadoras da resistência ou oponentes políticos.

Leave a Comment