Prazeres

Mulheres são vistas como propriedades dos homens no Líbano

Rapaz árabe para 24933

Abstract: The aim of this article was to reflect about the growing number of Brazilian women who have become involved with foreign Muslim men on the Internet. In this globalized age in which we live, the ease of communication has contributed to the increasing number of intercultural relationships that can be both full of charm and filled with disenchantment. For this investigation, the conventional and virtual ethnographic method was chosen. As a conventional empirical field of study, the research was conducted with Brazilian women who were in a romantic relationship with foreign Muslims. Thus, we sought to understand the new romantic scenario that has settled in the Brazilian society over recent years. Pois, a medida em que avançam os meios tecnológicos, encurta-se o tempo e ampliam-se as oportunidades de tornar próximo o distante. Casar é habitar no sonho do outro.

O Líbano, por exemplo, uma sociedade moderna convive com costumes medievais. Éestamos no Oriente Médio e muitos homens exatamente agem como sultões, em um universo que eles acreditam que mulheres existem para servi-los. Homens que mandam. À primeira vista, pelo menos no primo encontro, Beirute, a capital do Líbano, parece um paraíso da modernidade.

O feminino acontece dentro, nas entrelinhas, na subjetividade. Por isso, acho muito interessante a oportunidade que a Shimmie abriu de esclarecer alguns fatos, isso é fundamental hoje em dia. Todos aprendem desde cedo a ter relações sociais e comerciais com pessoas de outras religiões, mas existem limites para esta convivência. Em termos de cotidiano, a maioria das religiões prega atitudes semelhantes, como amar a Deus e ao próximo, fazer o bem, respeitar os pais e os mais velhos, trabalhar caridade, jejuar etc. Nem sempre fica claro o porquê de uma comportamento ou costume, pois algumas coisas tendem a ficar misturadas, principalmente para quem olha de fora. Por que os homens podem ter diversas mulheres? Matematicamente por ser algo complexo e envolver muitas obrigações, a poligamia acontece com muito menos frequência do que se imagina.

Leave a Comment